Internet pra quê? (decepcionante experiência de tentar comprar carro pela web)

10 02 2010

Nunca pensei em comprar um carro. Mesmo naquela fase de 17-19 anos, quando os amigos ganham carros dos pais, outros compram, alguns se endividam até a velhice pra impressionar as gatinhas… Nem nessa época fiquei tentado.

Sempre vi carro como um gasto desnecessário. Além da grana de comprar o veículo, tem o seguro, IPVA, manutenção, combustível, “10 real” do flanelinha… Enfim, carro pra mim é igual a dinheiro jogado fora (calma, entendo que quase todo brasileiro discorda de mim, sem problemas…).

No entanto, por causa de umas mudanças recentes na minha vida pessoal e profissional, vou precisar comprar um carro (“finalmente”, alguns amigos dizem). Pois bem, a primeira coisa que fiz (note que eu sequer sei as marcas existentes – é sério – totalmente off-carro!) foi procurar nos sites das montadoras mais informações sobre os modelos e valores.

O tipo de carro que mais me atraiu é o semicaminhonete (em alguns sites chamam de SUV, embora não faça ideia do que isso significa). Esses veículos não são particularmente baratos…

Naturalmente, por esses e outros fatores, achei que a melhor coisa que poderia fazer era pesquisar nos sites. Além de muitas imagens e vídeos, imaginei a vantagem de customizar o carro, brincar com os acessórios (tirando e colocando coisas opcionais), mudar cor e, acima de tudo, me parecia lógico pensar que o preço seria menor on-line e que eu teria um atendimento melhor.

Decepção total.

No podcast você vai ouvir um pouco de como foi a experiência em cada site. Acho que mandei pedido (sério, verdadeiro, com dados reais etc.) para todas as montadoras entrarem em contato para efetuar a negociação e, eventualmente, a venda. NENHUMA me respondeu no prazo de cinco dias úteis (não vou esperar mais, claro…).

Fiquei surpreso com o site fraco de algumas, os problemas de acessibilidade e o fato de que todas as montadoras acham que todo mundo conhece cada modelo a fundo! Tem site que sequer segmenta o veículo (esporte, pick-up, passeio), nem explica por que um modelo custa 50 mil e outro 52 mil (do mesmo carro, mesmo ano…)!

Por isso o título da coluna (Internet pra quê?). Poxa, por qual motivo a empresa gasta com internet, investe em infra, pessoal ou imagem e, na hora de VENDER, ganhar dinheiro, os caras desconsideram solenemente o e-consumidor. É melhor não oferecer esse serviço (customização do carro seguida de ‘peça uma proposta ao revendedor’). Ao menos não irá levantar expectativas que, quando não cumpridas, acabam com a percepção da marca e a credibilidade/confiança dos esforços de comunicação da empresa…

Bem, aos amantes, dependentes e consumidores em geral de carros, acho que vale usar seus próximos cinco minutos ouvindo o podcast.

Sites analisados:
– Volkswagen
– Fiat
– Ford
– Renault
– Honda
– Toyota
– Chevrolet – No Safari deu bugs diversos e no FireFox sequer abriu a opção de montar o meu veículo!
– Chrysler
– Chana
– Kia – Minha escolha!
– Sobre a Kia (em matéria da revista Época)

Post originalmente publicado na minha coluna no Nós da Comunicação.

Anúncios

Ações

Information

One response

10 02 2010
Claudio Roberto

Pois é Nino…

Assim como as “montadoras”, muitas empresas ainda estão longe de atender completamente nossas expectativas.

É uma pena ver tanto dinheiro sendo gasto em coisas desnecessárias que não geram resultados nem pra empresa e muito menos pro consumidor.

Acho que a resistência e o medo “trava” o processo de inovação.

Mas isso vai mudar…por bem ou por mal.

Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: